Festa do Boi | Morro do Querosene

Estudo a festa popular do ponto de vista arquitetônico. Entendo a rua e a cidade como um cenário, entendo o urbanismo e a arquitetura como modos de interferir nesse cenário. Uma festa na rua é uma interferência, uma abertura para novas realidades na vida comum, novas possibilidades de uso do espaço público. A festa como fuga, como pausa da realidade. Uma pausa importante para que posamos suportá-la. Procuro entender a importância histórica das festas, tanto como evento essencial da vida em sociedade quanto  sua relação entre os que a organizam e participam.

A festa popular é extremamente importante na vida no brasileiro, desde a escravidão, quando através dela o negro consegue criar um senso comunitário e ritualizar sua memória. Festejar é um modo de superar a distância entre indivíduos, produzindo um estado de efervescência coletiva e transgressão de normas. Em festas coletivas o indivíduo desaparece e é dominado pelo grupo. No Brasil, a festa é além do momento de divertimento do alegre gozo da vida, o espaço do protesto, afirmação cultural e resistência à opressão social.

Assim escolhi a festa do Boi, uma festa tradicional brasileira que acontece em várias cidades do Brasil, sendo em cada cidade realizada segundo tradições distintas. A festa do Boi em São Paulo se dá no Morro do Querosene, é feita pelo grupo Cupuaçu e tem suas origens ligadas as tradições maranhenses. A festa acontece em um cruzamento de ruas do Morro, loteamento residencial em São Paulo. A maior parte dos moradores participa da festa, há um senso comunitário muito forte na região, um grande número de migrantes Maranhenses mora no bairro. Sendo esses os fundadores do grupo Cupuaçu.

Procuro a compreensão histórica da festa do Boi, seus significados para quem as realiza, quem participa, e seus modos de realização. Além disso, analiso seu modo de ocupação dos espaços, as ações que os qualificam transformando sua função inicial. E como conclusão do trabalho realizei um mapeamento gráfico da festa, propostas visuais de registro e apresentação das dinâmicas urbanas presentes, buscando mostrar formas de apropriação de espaço público. Os mapas são realizados à partir de estudo aprofundado do local, assim como da influência das atividades nele exercidas no entorno, baseando-se nas teorias situacionistas para compreensão do espaço e das dinâmicas que nele se dão.

O estudo foi feito em quatro diferentes escalas. A maior delas, apresenta a situação do Morro do Querosene em relação a cidade de São Paulo. Este se situa entre a Rod. Raposo Tavares e a Av. Corifeu de Azevedo Marques. O isolamento urbano provocado por tal arruamento, somado a posição geográfica de maior altitude em relação ao seu entorno possibilitam que se mantenha no morro um forte senso comunitário. Já se aproximando à escala da festa, o próximo mapa apresenta a ocupação da “praça“ pelos participantes. Estão portanto registradas as residências do entorno, as barracas que vendem comida durante a festa, as pessoas que participam e a roda do boi. Os próximos mapas são estudos de movimentos realizados na dança do boi. Há uma representação da roda, mostrando a posição de seus personagens e o modo como se movimentam ocupando o espaço. Além disso fiz também representações de alguns passos que são base para todos os personagens, sendo essa a escala mais aproximada.

Flora Belotti
[Pesquisadora de Iniciação Científica – FUPAM/AUH FAU USP]

Mapeamento Gráfico da Festa do BoiDança Festa do Boi Dança Festa do Boi Dança Festa do Boi Dança Festa do Boi Dança Festa do Boi Dança Festa do Boi Dança Festa do Boi Dança Festa do Boi Dança Festa do Boi Dança Festa do Boi Dança Festa do Boi Dança Festa do Boi Dança Festa do Boi Dança Festa do Boi Dança Festa do Boi Dança Festa do Boi

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s